sábado, 13 de janeiro de 2018

Nº 23.182 - "VEJA ROMPE COM SERRA E APONTA PROPINA MILIONÁRIA"

.

13/01/2018



VEJA ROMPE COM SERRA E APONTA PROPINA MILIONÁRIA


Brasil 247 - 13 DE JANEIRO DE 2018 ÀS 10:58






Depois de fazer campanha pelo tucano José Serra em duas campanhas presidenciais, as de 2002 e 2010, quando ele foi derrotado pelos ex-presidentes Lula e Dilma, a revista Veja quebrou a blindagem e disse que o senador – tal qual um vampiro – recebeu propina na veia; Veja se refere à denúncia feita por Pedro Novis, presidente da Odebrecht, de que ele recebeu propinas de R$ 52,4 milhões da empreiteira, em contrapartida a favores concedidos pelo governo de São Paulo.


247 – Na disputa presidencial de 2010, a revista Veja fez campanha explícita pelo senador José Serra (PSDB-SP). Numa de suas capas, Veja pediu a Serra que posasse tal qual Barack Obama havia feito para a revista Time, com uma mão sob o rosto inclinado, como forma de suavizar sua imagem. Nada disso adiantou, e Serra foi derrotado pela presidente Dilma Rousseff. Em 2002, Serra também teve apoio total de Veja contra o ex-presidente Lula. Ou seja: a aliança vem de muito tempo.

No entanto, neste fim de semana, a blindagem foi quebrada. Em reportagem na edição atual, Veja aponta que o senador – tal qual um vampiro – recebeu propina na veia. A revista se refere à denúncia feita por Pedro Novis, presidente da Odebrecht, de que ele recebeu propinas de R$ 52,4 milhões da empreiteira, em contrapartida a favores concedidos pelo governo de São Paulo.


Novis relatou pagamento de propina de R$ 23,3 milhões em 2010, numa conta na Suíça, como contrapartida à liberação, pelo governo paulista, de R$ 170 milhões em créditos devidos a uma empresa do grupo Odebrecht, em 2009. Os R$ 29,1 milhões restantes teriam sido transferidos como caixa dois eleitoral para as campanhas de 2002, 2004, 2006, 2008 e 2012, segundo Novis (saiba mais aqui).

.