sábado, 11 de agosto de 2018

Nº 24.747 - "Arbex não recua e rema contra a maré: sem Lula, eleições serão uma fraude."

.

11/08/2018

Arbex não recua e rema contra a maré: sem Lula, eleições serão uma fraude.


Do Nocaute  - 10 DE AGOSTO DE 2018   5 COMENTÁRIOS



por JOSE ARBEX JUNIOR 

Em sua coluna semanal no Nocaute, José Arbex afirma que a escolha de um “Plano B” no lugar de Lula “é um erro monumental e trágico para a história brasileira”.

Ao que tudo indica Lula e a direção do PT já fizeram a opção pelo “Plano B”, ou seja, se Lula não puder se candidatar, coisa que parece que vai acontecer, Haddad vai se candidatar no seu lugar.

Isso é um erro colossal e histórico por várias razões. A primeira razão: Isso frauda a vontade popular. O que o povo quer? O povo não quer Haddad, o povo não quer Ciro Gomes, o povo não quer a Marina, o povo não quer o Papa, o povo não quer a rainha da Inglaterra, o povo quer o Lula, e se Lula não puder ser candidato e indicar um poste para ser seu sucessor, seja lá o nome que tiver esse poste, isso significa fraudar a vontade do povo.

O segundo problema é que indicar um candidato para as eleições significa, necessariamente, reconhecer a legitimidade das eleições, ou seja, tudo aquilo que foi dito até agora: “eleição sem Lula é fraude”, “eleição sem Lula é golpe”, “eleição sem Lula é armação da burguesia”, “eleição sem Lula é armação da direita”. Esquece!  Esquece tudo que foi dito, faz de conta que está tudo certo e agora todo mundo vai participar das eleições como se fosse a coisa mais normal e mais legítima do mundo.

Sabe o que significa isso? Que nós vamos ter que aceitar o candidato eleito. Se o Bolsonaro for eleito nós vamos ter que aceitar que ele é o candidato eleito em uma eleição legítima porque nós legitimamos as eleições. Se for o Alckmin, idem.

Nós estamos diante de uma questão histórica. Muitos dizem: “não da para chamar o voto nulo”, “não da para boicotar as eleições porque o povo está parado, o povo não está fazendo nada”. Há um equívoco brutal nisso, na verdade uma injustiça muito grande, porque as pesquisas de opinião, as pesquisas de voto indicam exatamente o contrário.

Quando você pergunta: Em quem você vai votar?  30% dizem Lula, isso até em São Paulo, reduto do PSDB. Agora, quando eles perguntam: e se o Lula não participar em quem você vai votar? 50%, eu repito, 50% dizem: eu não vou votar, ou eu vou votar nulo, ou eu vou votar branco, ou eu não vou participar das eleições.

Ou seja, muita gente, que inclusive não iria votar no Lula, está sabendo que as eleições são uma fraude. E nós vamos dizer o que para essas pessoas? Fingi que não é uma fraude e vota? Eu acho que é um erro profundo isso. E é outro erro profundo dizer que o povo brasileiro está passivo, não está combativo.

Não vamos esquecer que no dia 27 de abril do ano passado foi feita a maior greve geral da história desse país, em 500 anos desse país nunca houve uma greve geral como a de 27 de abril de 2017, nunca!

Pergunta: Quantos dos problemas levantados pela greve geral foram resolvidos até hoje? Nenhum dos problemas. Ou seja, a insatisfações continuam latentes, explosivas, ela esta esperando alguém que diga para a população basta! Chega! Não queremos mais farsa, não queremos mais um governo de miséria, não queremos mais um governo neoliberal, não queremos mais a farsa promovida pela burguesia!

Quem é que vai falar isso? Eu esperava que fosse o Lula, eu esperava que fosse o PT, continuo esperando, espero estar enganado, espero que não haja “Plano B” e espero que o Lula diga: Sem Lula não tem eleições.

O que nós estamos lidando parece muito com uma historinha que uma vez eu li, de um cientista que estava estudado os hábitos das aranhas e fez um experimento. Ele cortou a primeira pata da aranha (a aranha tem oito patas) e disse: anda! O bichinho andou. Cortou a segunda pata e o bichinho andou, cortou a terceira e ele andou. Quando cortou a oitava pata ele falou: anda! Ai o bichinho não andou. Aí o cientista concluiu de forma brilhante que a aranha ouve pelas patas.

Ou seja, nós não estamos dizendo para o povo o que o povo tem que fazer, nós eu quero dizer Lula, a direção do PT, não diz para o povo o que o povo tem que fazer – que é boicotar as eleições – e quando o povo participa e cai na farsa nós vamos culpar o povo. Porque o povo é burro e não sabe entender o que está acontecendo.


Brilhante! Eu acho que está tudo errado, eu acho que isso é um erro monumental  e trágico para a história brasileira.

.
.