sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Nº 20.822 - "Morre Marisa Letícia, uma mulher digna e honesta, vítima da injusta perseguição a Lula"


03/02/2017


Morre Marisa Letícia, uma mulher digna e honesta, vítima da injusta perseguição a Lula




marisastuckert
  (Lula e Marisa em 2010. Foto: Ricardo Stuckert/Presidência da República)


Cynara Menezes


Foto Cynara MenezesA mulher de Lula, dona Marisa, morreu hoje após dez dias internada no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, vítima de um AVC (acidente vascular-cerebral).

Imediatamente, as redes sociais se encheram de mensagens de pesar e solidariedade ao ex-presidente, mas também de repugnantes manifestações de ódio. Marisa, uma mulher honesta e digna, foi tratada por “cidadãos de bem” como se fosse ladra e corrupta, mesmo tratamento que seu marido tem recebido nos últimos anos por parte de políticos de direita, da Justiça a serviço de partidos, da imprensa hegemônica e da elite a quem ela representa.

Poucos dias atrás, algozes de Lula na imprensa trataram rapidamente de se esquivar da culpa pela morte de Marisa, atribuindo o AVC sofrido pela ex-primeira-dama do país ao cigarro. Sim, Marisa fumava. Mas é ridículo deixar de reconhecer o peso da injustiça e da perseguição a Lula na saúde de sua mulher. Como você reagiria vendo seu nome e o de sua família atirado na lama sem ter praticado desonestidades? Como reagiria ao ver seu companheiro durante 44 anos estampado na capa de uma revista vestido de presidiário sem ter roubado nada? Como reagiria ao ver suas conversas privadas sendo divulgadas ilegalmente pelos jornais?

A injustiça dói, e mata. O desgosto mata. Estresse mata. Ver o marido, depois de tantos anos lutando no sindicato e na política, se tornar um presidente amado pelos brasileiros, fazer tanto pelos pobres e miseráveis deste país, e ser tratado desta maneira, é de acabar com qualquer pessoa. Em setembro, o juiz Sergio Moro transformou a própria Marisa em ré, ao mesmo tempo que dizia “lamentar” a inclusão da mulher de Lula e “haver dúvidas quanto a seu envolvimento”. Ora, se havia dúvidas, por que aceitou a denúncia? Só alguém com forças sobrenaturais preservaria a saúde diante de um massacre como este. Muita gente, em situação semelhante, preferiu o suicídio. O corpo de Marisa não suportou. Ninguém suportaria.

Qual foi o crime de Marisa? Qual foi o crime de Lula? Até agora não sabemos. A espetaculosa operação Lava-Jato tem sido, ao contrário, a maior prova da inocência do ex-presidente. Vasculharam a vida de Lula inteirinha e não encontraram nada que evidencie ser ele o corrupto que a mídia e a direita pintam. Qual político brasileiro teria sua vida devassada sem que se achassem irregularidades contra ele? Aécio Neves? Fernando Henrique? Michel Temer? Os brasileiros que confiam em Lula exigem saber quais são as provas de “enriquecimento ilícito” que existem contra Lula. Um apartamento que não é dele? Um sítio? Dois pedalinhos?

O que posso afirmar com toda certeza é que o Brasil só piorou desde que iniciaram esta campanha contra Lula. Sejam sinceros: qual Brasil é melhor, o de Lula ou o dos inimigos de Lula? Com Lula, o Brasil se tornou um país importante, respeitado no mundo. Os brasileiros conquistaram auto-estima, orgulho da sua terra. O Brasil dos inimigos de Lula, dos que o perseguem, é um país cheio de ódio e de fascistas. Onde as pessoas progressistas sentem vergonha de viver. É lamentável o que a perseguição injusta a Lula está fazendo ao Brasil. E Marisa, a “galega” de Lula, aquela mulher simples, discreta, honesta, digna, foi uma vítima desta perseguição.

Querida Marisa, que seu sofrimento não seja em vão. Como jornalista, eu me envergonho dos colegas que têm desempenhado o papel de carrascos de sua família para agradar os patrões e ascender profissionalmente. Espero sinceramente que sua morte os faça colocar a mão na consciência. São eles que só pensam em 2018, não nós. A esta altura, eu nem sei mais se este lugar sinistro, sombrio, em que esta gente transformou o Brasil ainda merece ter Lula como presidente.

Presidente Lula, em nome dos milhões de brasileiros que sabem o que o senhor fez pelo país, quero dizer que sinto muito, muito mesmo. Fique bem, estamos do seu lado para o que der e vier.

.