sábado, 18 de março de 2017

Nº 21.020 - "Campeão da Lista de Janot, Aécio será o 2º tucano a ser comido por Doria. Por Kiko Nogueira"

.
18/03/2017

Campeão da Lista de Janot, Aécio será o 2º tucano a ser comido por Doria. Por Kiko Nogueira



Diário do Centro do Mundo - Postado em 18 Mar 2017por : Kiko Nogueira

aecio e doria
aecio e doria


Kiko Nogueira


O destino não foi generoso com Aécio Neves, artífice do golpe que depôs Dilma Rousseff, o homem que pediu impeachment três dias após ser derrotado nas urnas.

Depois de tudo o que fez, Aécio, segundo a Época, é o campeão em pedidos de investigação na Lista de Janot.

Um delator conta que o tucano recebeu propina em conta secreta de Cingapura no nome de um amigo e que tinha esquema com Dimas Toledo, ex-dirigente de Furnas.

O pagamento em Cingapura, diz a reportagem, foi vinculado a benefícios obtidos pela Odebrecht em Furnas e é ligado a investimentos no Rio Madeira.

Aécio está enrolado também nas obras da Cidade Administrativa, elefante branco assinado por Oscar Niemeyer. Quem recebeu a propina foi Oswaldo Borges, colecionador de carros antigos.

Ao tomar posse de seu primeiro mandato como governador de Minas, Aécio chegou à Assembleia Legislativa num Rolls Royce, que, soube-se depois, estava em nome do seu “tesoureiro informal” Oswaldo.

Para conseguir destruir a rede de proteção que sempre teve, Aécio passou de todos os limites.

Agora tem de suportar  Merval Pereira, colunista e porta voz da Globo que teve uma síncope ao vivo quando Dilma ultrapassou o adversário na apuração dos votos das eleições de 2014, lançar João Doria ao Planalto.

Doria é “uma novidade no cenário político que tem a vantagem de ter sido candidato pela primeira vez quando venceu a Prefeitura de São Paulo no primeiro turno no ano passado”, escreve Merval.

Para o jornalista, “se não tiver feito nenhuma bobagem nessa campanha, Doria está fora das tipificações de uso do Caixa 2 por candidatos experientes na política como seu padrinho Alckmin e seus potenciais adversários Aécio Neves e José Serra”.

João Doria “tem a vantagem de ser a única resposta certa dentro do ninho tucano quando os principais líderes começarem a se devorar num esquema de prévias que tem tudo para não acontecer”.

Nesse ritmo, nem Gilmar Mendes — a que horas ele dá expediente? — dará conta de assessorar Aécio.

Ao Mineirinho, restar-lhe-á Chico Alencar. Pode não ser suficiente, mas o beija mão de Chico é o que o Brasil tem para o momento.



Sobre o Autor


Kiko Nogueira. Diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo. Jornalista e músico. Foi fundador e diretor de redação da Revista Alfa; editor da Veja São Paulo; diretor de redação da Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas.
.