sábado, 25 de março de 2017

Nº 21.081 - "FRIGORÍFICOS VEEM GOVERNO FROUXO NA CRISE DA CARNE E AVISAM: VÃO DEMITIR"


25/03/2017


FRIGORÍFICOS VEEM GOVERNO FROUXO NA CRISE DA CARNE E AVISAM: VÃO DEMITIR



Brasil 247 - 25/03/2017


Os grandes frigoríficos do Brasil exigiram de Michel Temer uma postura mais firme na crise da carne; querem que ele, por exemplo, exija um mea culpa da Polícia Federal; no entanto, Temer está de mãos atadas porque seu ministro da Justiça, Osmar Serraglio, tem aparente ligações com o esquema e ainda não foi demitido; a PF também sabe que os fiscais agropecuários arrecadavam propinas para o PMDB; diante da ausência de reação do governo; frigoríficos avisam que vão demitir


247 – Os grandes frigoríficos do Brasil exigiram de Michel Temer uma postura mais firme na crise da carne e querem que ele, por exemplo, exija um mea culpa da Polícia Federal.

As informações são da coluna Painel:

Ajoelhar no milho A preocupação com o impacto que a queda nas exportações de carne pode ter na economia dominou o jantar que Michel Temer teve, nesta quinta (23), com alguns dos maiores empresários do país. O presidente disse que tem feito tudo o que está ao seu alcance para minimizar as restrições à mercadoria nacional, mas foi cobrado a ser mais enfático. Disseram a ele que é preciso pedir um mea culpa público da Polícia Federal sobre a coletiva que apresentou a Operação Carne Fraca ao mundo.
Más notícias O assunto mobiliza pela magnitude das cifras e dos números movimentados pelo setor, que responde por seis milhões de empregos. O Planalto já recebeu aviso de que a JBS, por exemplo, não vê alternativas a não ser começar a demitir.
No entanto, Temer está de mãos atadas porque seu ministro da Justiça, Osmar Serraglio, tem aparente ligações com o esquema e ainda não foi demitido.

A PF também sabe que os fiscais agropecuários arrecadavam propinas para o PMDB.

Diante da ausência de reação do governo, frigoríficos avisam que vão demitir.


.
.