terça-feira, 31 de maio de 2016

Nº 19.519 - "Globo é o próprio golpe, pede a cabeça de políticos, mas 'esquece' de pedir a sua e a do temer"



 .
 31/05/2016

 

 Globo é o próprio golpe, pede a cabeça de políticos, mas "esquece" de pedir a sua e a do temer

   
Palavra Livre - 30/05/2016


Por Davis Sena Filho
Certamente que O Globo até terminar o prazo para que o Senado julgue o golpe de estado travestido de legal e legítimo contra a presidente Dilma Rousseff pedirá a cabeça de muita gente do governo usurpador e golpista do traidor michel temer — vulgo Amigo da Onça —, quando seus asseclas caírem nas redes da corrupção por meio de gravações e vazamentos que derrubaram, por exemplo, o ministro golpista do Planejamento, Romero Jucá, e que agora causa desconforto ao ministro da "Transparência" (o nome entre aspas é um deboche), Fabiano Silveira, que também foi gravado a tecer comentários golpistas e a visar proteção contra as cadeias da Lava Jato.



A Controladoria Geral da União (CGU) virou o Ministério da "Transparência". O ministro golpista do Amigo da Onça Usurpador foi hoje impedido pelos servidores de entrar no seu recinto de trabalho. Tão "transparente" quanto e este ministério é o golpe bananeiro e violento de michel temer e de seus lobos, que comandam um governo pária e bastardo, porque, indubitavelmente, isolado diplomaticamente, além de duramente questionado pela imprensa tradicional dos países europeus, latino-americanos, africanos e pelos Brics. temer é golpista e como tal deve ser tratado.



Quero ressaltar ainda que michel temer é um cidadão completamente desleal e que faz da traição seu ofício, como Calabar, o Cabo Anselmo, o Joaquim Silvério dos Reis e o Fernando Henrique Cardoso, que entregou, impiedosamente e alienadamente, o Brasil à gringada esperta e malandra, sem me esquecer do Judas Iscariotes, um dos personagens mais nefastos e conhecidos da Bíblia Sagrada.



O Globo, com seus editoriais mequetrefes e manipuladores, deveria se preocupar em destituir o "presidente" golpista, que se transformou em um dos maiores traidores da Pátria de todos os tempos. Um vice-presidente de poucos votos por ser um político de São Paulo, o Estado mais populoso da Federação, que ascendeu ao poder da forma mais rasteira e violenta possível, a jogar na lixeira sua já medíocre biografia, que se resumiu praticamente a ser parlamentar não dos mais votados, além de nunca ter aprovado um projeto que beneficiasse o povo paulista de fato.



O Globo, na verdade, deveria se preocupar com a indignação e a revolta que tal oligopólio causa em milhões de brasileiros, sendo que alvo constante e sistemático de protestos, "escrachos", palavras de ordens e cantos que, sem sombra de dúvida, demonstram o quanto esse truste é odiado, a tal ponto que seus lacaios travestidos de editores, repórteres, âncoras, comentaristas, colunistas e "especialistas" não poderem sair às ruas para trabalhar.



Essa gente transformou mais uma vez o Brasil em uma republiqueta bananeira, com a cara e o focinho dela, porque sempre é expulsa aos gritos pelas multidões que não suportam a presença de golpistas descarados, que ainda têm a cara de pau de considerar que tudo está em "ordem", como se o golpe de estado não tivesse acontecido pelas suas mãos e  más ações que terminaram por levar a presidenta de 54.501.118 milhões de votos à deposição.



Os irmãos Marinho e seus antepassados têm muitos esqueletos em seus armários. Caçam corruptos por meio de manchetes e matérias noticiosas publicadas e repercutidas por suas Organizações(?) chamadas de Globo. Porém, "esquecem-se", logicamente que por conveniência à moda João Sem Braço, que são também alvos de investigações, sendo que praticamente todas elas, e não são poucas, engavetadas nos arquivos da PF, do MPF e da Justiça, bem como proteladas através de chicanas jurídicas e judiciais.



E por que, cara pálida? Fácil de responder: os magnatas bilionários de imprensa são totalmente e peremptoriamente I-NIM-PU-TÁ-VEIS, assim como o sistema Judiciário sempre foi e é ferramenta e instrumento de defesa e blindagem dos interesses da casa grande. Trata-se de uma questão secular, que remonta à escravidão. Uma Justiça que se preocupa em fazer justiça não teria em seus quadros um juiz como Gilmar Mendes, dentre outros. Ponto.



Os magnatas bilionários agem e se comportam como se fossem semideuses para certos segmentos e setores da sociedade, mas não para alguns políticos e parte importante e populosa da sociedade civil organizada brasileira. E sabe por quê? Porque no Brasil ainda existe muita gente que não é idiota e, com efeito, compreende a leitura dos acontecimentos e realidades que já ocorreram e que também acontecem agora e neste exato instante com a prisão de Nárcio Rodrigues, político influente de Minas Gerais, ligado ao senador delatado oito vezes por presos da Lava Jato e considerado o controlador da Lista de Furnas.



Nárcio é do PSDB, bem como seu ex-presidente em Minas Gerais, além de ex-secretário de Estado do governo Antônio Anastasia, que vem a ser o senador tucano relator do golpe contra Dilma Rousseff, que essa gente golpista considera apenas um impeachment, porque, na maior sordidez e infâmia, afirmam que os trâmites do para efetivar o golpe bananeiro foram respeitados. Tá legal... Então tá, todo mundo acredita, porque todos irrecuperáveis idiotas que acreditam até em mula sem cabeça e no Saci Pererê. Durma-se com um barulho desse.



O Globo poderia, então, pedir a cabeça do Aécio Neves e do José Serra, já que se preocupa tanto com a moralidade pública (dos seus inimigos e de políticos do PT), com os bons costumes, apesar de suas novelas, programas de auditório e o pior de suas atrações proibidas a menores: o jornalismo praticado na TV Globo e na Globo News — uma verdadeira lástima para a sociedade, porque se trata do autêntico, genuíno e incomparável jornalismo de esgoto, a ter a Veja como sua concorrente nesta fétida modalidade, que se transformou em um câncer oligopolizado que atormenta e prejudica de morte o Brasil há décadas a fio.



Se a família Marinho e seus sequazes — os monstrinhos criados em suas redações como pitbulls — considera que tem moral, não para derrubar ministros de um governo fraco, corrupto, espúrio, usurpador e totalmente sem legitimidade do traidor michel temer, vulgo Amigo da Onça, mas, evidentemente, para tentar dar uma conotação dissimulada de "seriedade" e "compromissada" com o País, como afirma o cínico editorial de hoje de O Globo: "O presidente interino, Michel Temer, precisa aplicar a mesma regra que valeu para Romero Jucá, porque (...) só assim será levado a sério o compromisso público assumido pelo presidente de apoiar o Operação e todo combate à corrupção",



Não é comovente o editorial de O Globo? Nossa, como essa gente tem boa índole e é séria quando exige seriedade de michel temer, no que diz respeito à corrupção. Hahahahahahaha! Desculpem a gargalhada, mas tem horas que não dá para segurar, pois a hipocrisia, o cinismo e o desrespeito total pela inteligência alheia extrapola tanto, que rir até doer a barriga se torna a melhor opção para você não chorar de raiva ou desgosto com tanta desfaçatez e sordidez, porque, nós, brasileiros e estrangeiros democratas e legalistas sabemos que se trata de outro golpe infame e canalha, que tem a participação dos Marinho. Daqui há 40 anos, talvez seus filhos ou netos voltem a pedir novamente desculpas esfarrapadas, como os três irmãos fizeram há pouco tempo em editorial hipócrita por ter apoiado mais um golpe de estado na história do Brasil e de seu povo.



Um golpe com característica terceiro mundista, promovido pela patuleia, que mais uma vez humilha o Brasil e o transforma novamente em uma República das Bananas. Repito: não é o povo brasileiro que é atrasado, provinciano e que aposta no retrocesso. Quem é bananeira, provinciana, subalterna, subserviente, colonizada e portadora de um incomensurável complexo de vira-lata é a casa grande brasileira — a burguesia —, que tem o apoio dos coxinhas despolitizados, que, meu Deus, sem comentários... Eles ainda chorarão lágrimas de sangue.



O Globo está acostumado a dar ordens a fantoches, aos que são cooptados pelo establishment plutocrata, o edificador de castas e do status quo. Sempre foi assim em seu passado e em seu presente, porque sabedor que fantoches, títeres, subalternos e subservientes, a exemplo de michel temer (o nome dele em meus artigos é sempre escrito no diminutivo, pois se trata de um anão político e citadino), não tem vida própria, como também não tem projetos e programas de País e de Nação. temer é um fantoche, como o fora, talvez em menor escala do que ele, José Sarney, Fernando Collor e Fernando Henrique Cardoso.



Quero ver O Globo mandar no Lula e na Dilma Rousseff, como não mandou em Getúlio Vargas, João Goulart e Leonel Brizola, dentre outros. Se mandasse, não os perseguiria tanto e com tanta violência e desrespeito. Queres conhecer quem é pau mandado ou fantoche? Avalie, pense, analise e pondere sobre as realidades políticas, ideológicas e partidárias que se apresentam.



Os políticos que atenderam e se submeteram aos interesses das Organizações(?) e de suas congêneres que as acompanham em golpes historicamente contra presidentes trabalhistas não foram perseguidos e nem derrubados, à exceção de Collor, que continua até hoje a ser membro importante do status quo e sócio da Globo em Alagoas, como o é também o clã dos Sarney no Maranhão. Está tudo em casa.



Você acha que esses políticos, que às vezes se fingem de adversários da família Marinho, como o fizeram Collor e Sarney em pequeno espaço de tempo irão abrir mão de tal sociedade com os maiores e mais poderosos plutocratas do Brasil? Evidentemente que não. E vou mais além: eles adoraram a queda de Dilma e a perseguição feroz e desumana a Lula e à sua família, porque o são, irrefragavelmente, inimigos políticos históricos dos trabalhistas, pois irremediavelmente são também donos da casa grande de índole e espírito udenista, ou seja, lacerdista, o melhor a explicar: golpistas!



O Globo e suas Organizações(?) são o que de pior existe no Brasil, pois o impede de se desenvolver economicamente e socialmente, a manter o povo em um bridão, a segurar-lhe a independência que somente acontece com sua emancipação no que concerne à sua instrução escolar e o acesso pleno a todo e qualquer conhecimento. O Globo é um câncer que contamina o tecido social brasileiro e não permite a cicatrização de suas feridas, que são profundas, porque interligadas a um contexto hediondo da escravidão. O Globo é golpista e, igual a temer e seus áulicos do golpe de estado, posiciona-se, recorrentemente, contra o Brasil e o povo brasileiro.



O Globo não é sério. Enquanto o Brasil não implementar o marco regulatório para as mídias, O Globo fingirá que não é golpista, pedirá cabeças até de seus comparsas de golpe de estado, bem como dará ordens aos seus fantoches quando assumirem ilegalmente e ilegitimamente a Presidência da República. O Globo, quanto à corrupção, só não pede pela sua própria cabeça. Os Marinho são espertos e não são os condenados à guilhotina da Revolução Francesa e muito menos o profeta João Batista. Golpe é crime e em muitos países golpistas vão para a prisão ao invés de dar pitacos e ordens. É isso aí.
.