quarta-feira, 15 de junho de 2016

Nº 19.647 - "Serra rói os ossos do Barão do Rio Branco, por Romulus"

.

15/06/2016

 

Serra rói os ossos do Barão do Rio Branco, por Romulus

 



Por Romulus
Atualizado em 15/06/16


Chega a mim ontem cópia da carta que ilustra, sem nenhum lustre, este post. E chega com uma legenda simples, mas que diz tudo:

- Concurso público para quê?






Já apontei em vários posts para a desmoralização que a incompetência e a ambição política de José Serra tem causado ao Itamaraty. É órgão de Estado do Brasil e constitui o corpo diplomático mais respeitado do mundo. Digo isso com base em relatos insuspeitos de negociadores estrangeiros que muitas vezes, contrariados, tiveram de enfrentar a competência e a desenvoltura brasileira em fóruns multilaterais.

Um negociador americano sênior me disse que sempre ficava fascinado pela desenvoltura da diplomacia do Brasil, no “floor” das conferências, indo de delegação em delegação angariando apoios com traquejo único. Logo constituíam um bloco com peso diplomático incontornável na negociação.

Outro negociador meu amigo, canadense que negociou, entre outros, o NAFTA, disse numa roda de acadêmicos e advogados militantes no direito internacional econômico:

- Enquanto a Itália tem os diplomatas mais bem pagos do mundo, o que ninguém entende porque tudo quem faz é a UE, o Brasil tem os melhores “by far”... eles vêm lá daquela escola de elite, uma espécie de Science-Po tropical, com um nome nativo-americano esquisito... “Itamaratchee”.

Pois esse patrimônio secular do Brasil, que resistiu a crises políticas e ditaduras, não resiste à fome dos golpistas de 2016.

Agora o pior chanceler da História – “laureado” com esse título no tempo recorde de 1 mês! – abriu o Itamaraty para a chuva de gafanhotos do Congresso?

Serra agora paga algum favor à deputada?

Antes que o chanceler venha com o seu “trololó”, a carta não há de ser um pedido espontâneo. Há de ter sido combinada antes com o próprio para servir tão somente a dar trânsito administrativo a algo ilegal e inconstitucional já acordado.

Sim, porque a deputada não é nenhuma sem noção do centrão, deslumbrada com o protagonismo do baixo clero. É, na verdade, deputada do mesmo partido de Serra, o PSDB, por Santa Catarina.

A Constituição de 88, que Serra votou, consagra o concurso como regra para o ingresso no serviço público. Mas o que é a Constituição para o golpe?

Serra pode não saber o que é NSA (!), mas sabe perfeitamente o que é “QI”.

Nota: fiquei bastante curioso para ler o currículo do jovem recomendado pela deputada. Vou pedir o anexo da carta também. Certamente está muito acima daquele dos que ingressaram na diplomacia passando pelo concurso mais difícil e concorrido do país.

* * *
Atualização:

Como não poderia deixar de ser, a deputada da carta culpou sua assessoria pelo “equívoco”.

Mesmo quando todos os assessores recomendaram não mandar o pedido como oficio, frente ao que a deputada insistiu.

Cara deputada, saiba que seus assessores têm bocas e as paredes dos corredores da Câmara tem ouvidos ansiosos.

Aproveito a oportunidade para desejar ao seu protegé boa sorte no concorrido concurso para a carreira diplomática, agora que a boquinha inconstitucional foi para o brejo.

* * *

Coletiva conjunta com Capriles

E Serra continua roendo os ossos do Barão do Rio Branco.

Receber Henrique Capriles já seria mais uma provocação gratuita à Venezuela, importante parceiro comercial do Brasil.

Dar palanque a ele então em uma entrevista coletiva conjunta no Palácio (linkada no post) é algo incompatível com a História da diplomacia brasileira. Interfere assim, descaradamente, nas questões internas do vizinho. Mas, com a cara de pau que lhe é peculiar, brada na própria entrevista o contrário: diz que o Brasil não interfere em questões internas de outros países.

Intercalado com esse escárnio, repete que há “grave questão humanitária” na Venezuela e a sua demagogia insincera de oferecer doação de medicamentos.

Pois quem precisa desesperadamente de medicamento é o hipocondríaco Serra. Recomendo dose máxima de “semancol” intravenoso. De 8 em 8 horas.

Para aumentar o grau do deboche (i) com a valorosa História da diplomacia brasileira; (ii) com a nossa Constituição, que prevê a autodeterminação e a não intervenção como princípios que regem nossas relações internacionais (Art. 4°, III e IV); e (iii) com o próprio Brasil, que vive um golpe que tem Serra como um dos principais articuladores, afirma – com superioridade – que a Venezuela não é uma democracia, porque tem “presos políticos”.

Bravo, Serra!

Pois lhe conto uma nova: saiba que o Brasil não vive atualmente uma democracia justamente por ter você e o usurpador que o nomeou no governo.

Mas, ainda no tema de “presos políticos”... quem sabe se esses venezuelanos o são mesmo?

Talvez os Ministros da mais alta Corte venezuelana tenham assistido atentamente o julgamento do mensalão e tenham aprendido as importantes inovações no campo do direito estabelecidas pelo STF.

Como também estão na América do Sul, entenderam ser adequado aplicar a versão tropical-carnavalesca da teoria do domínio do fato, denunciada pelo próprio autor, o alemão Claus Roxin, como um falsificação da sua obra. Talvez tenham até usado o direito comparado para citar, em suas sentenças, o voto da Ministra Rosa Weber, soprado por Sérgio Moro, em que se diz que mesmo que não haja provas pode-se condenar alguém quando a doutrina assim o permitir.

O novo normal jurídico-político do Brasil é um total escárnio e prima por deboches de repetição. Vejam se não: um conspirador, que usurpou o Itamaraty na mão grande num golpe de Estado, enche a boca para dar lição de democracia à Venezuela!

Aliás Serra, que se proclama defensor de indústria, deveria dar uma ligadinha para Paulo Skaff. Certamente a FIESP e o pato amarelo estão adorando esses ataques gratuitos a quem nos dá um superávit comercial da ordem de bilhões de dólares.

Em tempo:

MERCOSUL

Soube ainda que Serra mandou tirar a bandeira do Mercosul do seu gabinete e da sua cerimônia de posse.

Só não tirou da fachada do Itamaraty porque ela lá foi colocada por lei. Quando alguma autoridade do Cone Sul vem ao Brasil em visita, como o Presidente do Paraguai na semana passada, o Cerimonial tem que cortar um dobrado.

Bom... pelo menos ontem esse não foi o caso, não é mesmo?

Com Capriles certamente não houve nenhum aperto para o Cerimonial. Pois não havia, nem que quisessem muito, como manter as aparências.


Vídeos

 

Veja o vídeo



___________________________________

PITACO DO ContrapontoPIG.


Serra como Ministro das Realações Exteriores é escárnio.  Uma vegonha para a Nação.
.
Um corrupto campeão de presença em escândalos, inteiramente despreparado para a função de dirigir a diplomacia brasileira coforme vem demonstrando em diversas ocasiões. 
.
Serra é bem a imagem de um governo golpista, imposto pela plutocracia . Um entreguista desavergonhado e comprometido com interesses exteriores, que vem colocando em risco, de forna deliberada, todo um trabalho do Itamaraty em relação a integração da America Latina e em relação a formação do BRICS. 
.
____________________________________