quinta-feira, 14 de julho de 2016

Nº 19.564 - "Maia derrota candidato de Cunha/Temer e é o novo presidente da Câmara "

Primeiro a discursar antes da votação, Rodrigo Maia, que obteve 120 votos no primeiro turno, afirmou que, se eleito, irá governar a Câmara como todos os deputados. "Nós vamos governar essa Casa juntos. Nós vamos devolver ao plenário a sua soberania. Nós vamos acabar com o império dos líderes. Eles não podem ser os únicos a ter a palavra. A solução não passa por nenhum outro poder, passa pela Câmara. Convoco a todos, independente do resultado, para que a partir de amanhã possamos, juntos, passar essa página", afirmou.

Ele disse que foi muito criticado no início por dialogar com a esquerda. "Esse plenário tem 512 deputados eleitos, e nenhum deles, nenhum de nós, pode ser excluído. Quem quer calar a oposição não quer democracia. Nós queremos uma oposição forte ao nosso governo, que vai ajudar a enxergar os nossos erros", disse. Maia pediu ainda o voto e a confiança aos deputados, para que "nós possamos, de foram mais rápida possível, superar a crise que vivemos". "O Brasil só irá superar sua crise se a Câmara superar sua crise", ressaltou.

Em seguida, Rogério Rosso (que conquistou 106 votos no primeiro turno) ao discursar afirmou que "independente do jogo político, do embate, das disputas, tem que prevalecer sempre o bom combate". Ele disse ter convicção de que será o Parlamento que irá virar o jogo, "que vai enfrentar os grandes temas nacionais". Para ele, o Parlamento já venceu. "Já venceu a democracia, já venceu a renovação, já venceu a esperança por dias melhores", concluiu.

Leia mais aqui sobre a disputa no primeiro turno.

Aqui o discurso de Rodrigo Maia antes da votação do primeiro turno. E neste link o primeiro discurso de Rogério Rosso.
.