domingo, 22 de janeiro de 2017

Nº 20.757 -"PIMENTA E A MORTE DE TEORI: NÃO FOI UM ACIDENTE"

.

22/01/2017


PIMENTA E A MORTE DE TEORI: NÃO FOI UM ACIDENTE



Brasil 247 - 22/01/2017


Em vídeo postado nas redes sociais, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) argumenta que a morte de Teori Zavascki jamais seria aceita pacificamente como um acidente em outros países; entre as questões em aberto, ele aponta: (1) uma passageira, Maira Panas, não ter sido devidamente socorrida, (2) a decisão da Aeronáutica de não tirar o jato do fundo do mar; (3) a sociedade entre o dono do avião e o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, preso e solto por Teori; (4) o fato de Teori não ter comunicado os seguranças do Supremo Tribunal Federal sua viagem a Paraty; "Alexandre Moraes e Michel Temer podem ser os principais beneficiários desta morte e não podem conduzir a investigação", diz ele; "precisamos de uma investigação internacional, isenta e independente"

Rio Grande do Sul 247 – O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) não crê que a morte de Teori Zavascki, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, tenha sido um simples acidente.

Entre as questões em aberto, ele aponta o fato de uma passageira, Maira Panas, não ter sido devidamente socorrida, quando ainda estava viva.

Pimenta também menciona a decisão da Aeronáutica de não tirar o jato do fundo do mar.

Além disso, outra fato suspeito é a sociedade entre o dono do avião, o empresário Carlos Filgueiras, e o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, preso e solto por Teori na Lava Jato.

Pimenta também estranha o fato de Teori não ter comunicado os seguranças do Supremo Tribunal Federal.

Por fim, ele diz que Michel Temer não tem qualquer isenção para investigar o desastre de Paraty. "Alexandre Moraes e Michel Temer podem ser os principais beneficiários desta morte e não podem conduzir a investigação", diz ele. "Precisamos de uma investigação internacional, isenta e independente."

.