sábado, 6 de maio de 2017

Nº 21.365 - "CARLOS D'INCAO: MORO E GLOBO PARTIRAM PARA A GUERRA ABERTA CONTRA LULA"

O último depoimento de Renato Duque ao juiz Sérgio Moro foi uma verdadeira declaração aberta de guerra contra Lula e o PT.

Não se trata mais de investigação, leis, direito penal, processos... Nada disso estava em pauta. Renato Duque - condenado a mais de 50 anos de prisão - simplesmente combinou com a Lava-Jato falar mal de Lula em processos onde o ex-presidente nem sequer é investigado ou é parte...

Esse depoimento foi divulgado à exaustão pela Rede Globo e o restante da imprensa golpista. Não houve nenhum contraditório e nem qualquer ponderação... Os jornalistas apenas chancelaram as acusações feitas contra Lula, todas ventiladas sem nenhuma prova...

Obviamente que tudo foi feito de maneira orquestrada: dia 10 de maio teremos o depoimento de Lula em Curitiba. Já foram espalhados pela capital paranaense mais de 30 outdoors contra Lula (financiados por quem?) e mais "depoimentos de ocasião" contra o ex-presidente deverão surgir nesses próximos dias.

O ideal – para os golpistas – seria reunir material suficiente para prender Lula ainda no dia 10. Mas isso parece inviável... Resta agora apenas o ataque frontal, aberto e desavergonhado lançados cotidianamente pela dupla Lava-Jato/Rede Globo.

A perseguição ao ex-presidente se tornou tão explícita que apenas a má-fé ou a ignorância extrema poderia justificar o apoio de um indivíduo a esse processo.
Por essas razões, dia 10 teremos um momento histórico que irá revelar qual é o nível de reacionarismo e manipulação que aqueles que estão no poder conseguiram imprimir no povo brasileiro.

A razão e a lógica indicaria que de cada 10 manifestantes, 9 estariam do lado de Lula em Curitiba. Ainda mais nesse momento em que Temer impõe reformas ultra impopulares para toda a nação. E todos sabem que Lula é a única liderança capaz de deter esse descalabro contra a classe trabalhadora... Gostemos dele ou não...

Mas quem disse que vivemos na era da razão e da lógica?


Carlos D'Incao é professor de História


.