sexta-feira, 4 de novembro de 2016

Nº 20.220 - "O Estado de exceção e sem-vergonheza"

.

04/11/2016 

 

O Estado de exceção e sem-vergonheza

E eles acham que o povo não está percebendo...

 


Conversa Afiada - publicado 04/11/2016
 
 
Golpe Bessinha.jpg

O TSE decidiu que o Temer não era vice da Dilma.

 E só quem roubou foi a Dilma.

 O Supremo vai terceirizar tudo.

 (Ele próprio, o STF, corre o risco de ser terceirizado à Globo.)

 O Supremo vai estabelecer que o acertado vale mais que a CLT.

 O Temer e os congressistas não vão precisar sujar a mão de sangue, no assassinato da CLT.

O Gilmar (PSDB-MT) e o Traíra armam a arapuca para fechar o Bolsa Família.

E devolver o Brasil ao Mapa da Fome da ONU, como diz a ministra Campello.

O Congresso vai anistiar o Caixa Dois, depois que o Lula for em cana.

O Moro vai transformar a maior empresa de engenharia pesada da América Latina, a Odebrecht, num food-truck em frente ao farol da Barra, em Salvador.

O Moro fechou o programa nuclear brasileiro.

O Pedro Malan Parente vende a Petrobrax tão rápido que o FHC Brasif está com inveja!
(Mas, ele tem inveja mesmo é do Lula...)


E o Padim Pade Cerra, o gatinho angorá, o Quadrilha, o essa porra Jucá e o boca de jacaré continuam soltos – e no Palácio!

O Aecím, o mais chato, coleciona mais delação que o número de mulheres que o Trump bolinou!

O Geraldinho Trensalão ataca a escola do MST com a violência com que invadiu Pinheirinho para entregar ao Naji Nahas.

O PMDB já quebrou o Rio como vai quebrar o Brasil.


E quando o Dallagnol entrou na carreira de Procurador da República ganhava o dobro do que ganha um general de quatro estrelas.

E eles acham que o povo não percebe…

Mas, o Bessinha percebe...


PHA 
.