sábado, 7 de janeiro de 2017

Nº 20.639 - ‘BRUNO JULIO JAMAIS EXISTIRIA EM UM GOVERNO DEMOCRÁTICO"

.
07/01/2017


‘BRUNO JULIO JAMAIS EXISTIRIA EM UM GOVERNO DEMOCRÁTICO’



Brasil 247 - 7/01/2017



Jornalista Florestan Fernandes Júnior comenta as declarações de Bruno Júlio, ex-secretário de Juventude de Temer: "Pasmem: ele, que poderia estar preso por agressão, comemorou a decapitação de presos em Roraima e Manaus"; "Denunciado por agressão física contra ex-mulheres, Bruno Júlio jamais seria indicado para ser Secretário Nacional de Juventude num governo sério e democrático. Mas como esse governo não é nem uma coisa, nem outra, ele foi", afirma


Por Florestan Fernandes Júnior, em seu Facebook

O Robespierre dos trópicos

Denunciado por agressão física contra ex-mulheres, Bruno Júlio jamais seria indicado para ser Secretário Nacional de Juventude num governo sério e democrático.

Mas como esse governo não é nem uma coisa, nem outra, ele foi. Bruninho não demorou muito para mostrar suas credenciais psíquicas e intelectuais para o cargo. Pasmem: ele, que poderia estar preso por agressão, comemorou a decapitação de presos em Roraima e Manaus. Disse: "Tinha era que matar mais. Tinha que fazer uma chacina por semana." 

Hoje, Bruno faz parte da legião de ex-ministros e colaboradores de Temer decapitados de seus cargos por incompetência, prepotência, corrupção e tráfico de influência. 

Como diz a propaganda de Temer, muita coisa foi feita em 120 dias e muito mais vem pela frente. 

Muitas cabeças ainda vão rolar no reinado do nosso Robespierre dos trópicos.

Aguardem, quem sobreviver verá

.