quinta-feira, 13 de outubro de 2016

Nº 20.054 - "Oposição a Temer tenta contornar estragos das mudanças no pré-sal"

 

13/10/2016

 

Oposição a Temer tenta contornar estragos das mudanças no pré-sal



Jornal GGN - Um grupo de deputados de oposição a Michel Temer tenta, através de emendas, devolver a obrigatoriedade de a Petrobras participar da exploração do pré-sal.

Segundo informações de Ivanis José  Bortot, esse grupo tenta estabelecer situações em que a estatal teria de participar dos consórcios, algo que foi retirado pela aprovação do projeto de José Serra no Senado. Para a oposição, esse projeto de Serra entregou o pré-sal para os estrangeiros.

Por Ivanir José Bortot

Deputados querem alterar lei que acaba com obrigação da Petrobras investir no pré-sal

Em Os Divergentes

Os partidos de esquerda vão tentar reverter no plenário da Câmara parte das decisões da lei que acabou com a obrigatoriedade da participação da Petrobras no pré-sal.

Três emendas ao projeto de Lei 4.567/2016, que trata do pré-sal, devem ser votadas na semana que vem.

As emendas 1 e 8, de autoria dos deputados André Figueiredo (PDT/CE) e Carlos Zerattini (PT/SP) obrigam a Petrobras a ser a operadora de 30% dos poços com volume potencial de exploração de 500 milhões de barris. A emenda 4, de autoria do deputado Arnaldo Jordy (PPS/PA), já estabelece o teto em 1 bilhão de barris.

É mais um esforço da esquerda para garantir à Petrobras a participação apenas em áreas estratégicas de maior rentabilidade. Mas, como admitem seus articuladores, “mantida a linha de confronto com a base do governo da semana passada, fica difícil aprovar”.

.