terça-feira, 2 de agosto de 2016

Nº 19.665 - "Greenwald critica monopólio da mídia e lança Intercept em português"

Ele cita que os artigos do portal escritos em inglês e português têm tido uma "reação extraordinária" e que o público tem "crescido rapidamente". Greenwald, que recentemente denunciou a fraude da pesquisa Datafolha que escondeu números aos leitores, diz que "ficou claro que há um enorme apetite por formas alternativas de jornalismo no país".

"Há muito tempo, o quinto país mais populoso do mundo é dominado por um número reduzido de veículos de comunicação, dos quais a grande maioria apoiou o golpe de 1964 e os 21 anos da violenta ditadura de direita que se seguiram. Essas instituições ainda pertencem às mesmas cinco famílias extremamente ricas e poderosas", diz ele, acrescentando que o "monopólio resultou em um mercado de comunicação que asfixia a diversidade e a pluralidade de opiniões".

"Acreditamos que a sede por um jornalismo mais independente, pluralístico e destemido vai além da crise política pela qual passa o país. Ao simplesmente ignorar grande parte da população, os grandes veículos de comunicação brasileiros mascaram os principais desafios sociais e econômicos presentes, assim como a diversidade de opiniões e movimentos existentes no país", afirma. Ele define os jornalista e blogueiros independentes no Brasil como uns dos "mais dinâmicos e talentosos do mundo".


Leia aqui a íntegra do texto e conheça aqui a equipe do novo site.