quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Nº 22.052 - "Dodge e Temer sob suspeita"


10/08/2017

Dodge e Temer sob suspeita


Brasil 247 - 10 de Agosto de 2017



por ALEX SOLNIK


Alex SolnikO que a nova Procuradora Geral e o velho presidente Temer conversaram no encontro secreto realizado no escurinho do Jaburu às 22 horas de terça-feira?

O pretexto que ambos divulgaram no dia seguinte – e não antes – é totalmente despropositado para se dizer o mínimo: combinar dia e horário da posse dela.

A primeira questão é: por que o encontro foi secreto? Pois só veio à luz porque a Globo News gravou a chegada da visitante.

Se não houvesse imagens ninguém saberia que o encontro ocorreu porque não consta da agenda oficial, onde são divulgados todos os compromissos oficiais do presidente da República.

Segunda questão: nunca se soube de um caso em que o presidente da República se ocupou em tratar de detalhes da posse um Procurador Geral, tarefa que é delegada ao chefe do cerimonial.

Nenhum presidente da República perde tempo para conversar a respeito de datas e horários de uma posse.

A terceira questão é: se o encontro foi combinado no mesmo dia supõe-se que havia um assunto urgente a debater ou combinar. Que urgência havia a respeito de uma posse que se dará daqui a 40 dias?

Não têm pé nem cabeça, portanto, as explicações de Dodge e de Temer. Se foram do mesmo teor não quer dizer que sejam ambas verdadeiras. Podem também ser ambas mentirosas.

Não sei o que eles conversaram, mas sei que não foi o que disseram.

Por todos esses motivos, tanto Dodge quanto Temer estão sob suspeita.


Alex Solnik é jornalista. Já atuou em publicações como Jornal da Tarde, Istoé, Senhor, Careta, Interview e Manchete. É autor de treze livros, dentre os quais "Porque não deu certo", "O Cofre do Adhemar", "A guerra do apagão" e "O domador de sonhos".
.